Arquivos de Tag: Oracle

Banco de Dados I – Aula 14C

EXERCÍCIOS: Utilize o Schema HR do Oracle para resolver os problemas abaixo:

hr

1 – Selecione todos os ids, nomes e sobrenomes de empregados, que estejam nas faixas de salários de 0 a 2000 e maiores ou iguais a 5000. Dê 3 tipos de consultas para resolver esse problema)

2 – Selecione todos os ids e nomes de departamentos, o id do gerente do departamento que estejam nos id de locais entre 1500 a 2000;

3 – Selecione todos os nomes de departamentos e nomes dos gerentes de departamentos onde a cidade de localização seja Sao Paulo (faça pela antiga e nova sintaxa. Se possível, resolva também em algebra relacional)

4 – Selecione todos os ids, nomes e sobrenome de empregados que possuem salario maior que 5000 (Dê duas soluções para este problema. Se possível, resolva também em algebra relacional)

5 – Selecione todos ids, nomes e sobrenomes (como um único campo – nome completo) de empregados, a data de admissao (hire date),data de inicio e fim (end_date) dos determinados serviços (jobs). Obs: um empregado pode ter trabalhado em mais de um servico em um período de tempo; (Dê 2 soluções para esse problema. Se possível, resolva também em algebra relacional)

6 – Selecione todos o nome da região, o nome do pais que os nomes de paises iniciem com as letras A,B,J (Dê 2 soluções para esse problema. Se possível, resolva também em algebra relacional)

7 – Selecione todos os id´s e nomes dos gerentes, ids e nomes de departamentos gerenciados por esses gerentes. (De 3 soluções para esse problema)

8 – Selecione todos os ids e nomes de departamentos, a qual não possuem nenhum empregado alocado (dê 2 soluções para esse problema);

9 – Selecione todos os ids e nomes de empregados, o nome do departamento, o nome do pais e o nome da região, onde as regiões devem ser iguais a Europe e Asia (dê 3 soluções para esse problema);

Vídeo 01

 

Anúncios

Install the Oracle software by using Oracle Universal Installer (OUI)

Instalar o Oracle utilizando o OUI (Oracle Universal Installer) – Pág 129 do livro

Em ambientes Linux e Windows, apesar de diferentes, os processos são parecidos. É necessário ter acesso as pastas apontadas para na variável de ambiente ORACLE_BASE e ter acesso aos arquivos de instalação o Oracle.

Executar:

setup.exe (em ambiente Windows)
runInstaller.sh (em bash para ambiente Linux)

Apesar de não aconselhádo, podemos também fazer com que o instalador não faça a checagem de pré-requisitos, com o parametro:

runInstaller -ignoreSysPrereqs

Além da instalação tradicional, é possível fazer uma instalação silenciosa, onde é utilizado quando há muitas instalações do banco de dados Oracle iguais em hardwares iguais, e o ambiente de instalação não tenha ambiente gráfico (em caso de ambientes Linux e Unix). É necessário ter um arquivo de respostas, a qual é um arquivo que conterá os valores de diversos parametros pedidos em uma instalação. Antes de ser fazer uma instalação silenciosa, é necessário o arquivo de inventário (etc/oraInst.loc) já estar configurado e caso isso não ocorra, o OUI terá um erro.  O comando a ser executado será:

runInstaller -silent -responsefile caminho_e_nome_do_arquivo_de_resposta

Para ser gravado um arquivo de resposta através de uma instalação, podemos executar o seguinte comando:

runInstaller -record -destinationFile responsefile

Plan an Oracle Database installation

Planejar uma instalação do banco de dados Oracle (Pág. 121 do livro)

Antes de executar o OUI, é necessário confirmar os recursos adequados de hardware e SO. É necessário também plajear de antemão onde (qual a pasta o diretório) o servidor será instalado, configurando assim algumas variáveis de ambiente.

Escolha do Sistema Operacional

O Oracle é suportado por plataformas amplamente utilizadas. A escolha do SO deve ser baseado em alguns fatores, como custo, facilidade de uso, escolha do hardware, recursos disponíeis, escalabilidade, tolerância à falhas e desempenho. Alguns SO´s suportados que podemos destacar:

  • Linux em Intel e AMD
  • Microsoft WIndows em Intel e AMD
  • Solaris em SPARC
  • AIX em POWER
  • HPUX em PA-RISC

Alguns SO´s e CPU´s vem em versões de 32 e 64 bits (em geral, o Oracle é suportado por ambas). Atualmente, o Linux é o SO que a Oracle vem cada vez mais investindo em seus servidores. É muito comum serem utilizados nas edições da Red Hat, SUSE e o Oracle Enterprise Linux.

Recursos de hardware e SO

Para cada servidor de banco de dados, é encessário estudar com cautela o que será necessário de hardware, envolvendo aplicação que será executada, número de usuários, quantidade de dados armazenados em disco e crescimento dos dados, etc.

Estão listados os requisitos mínimos de hardware para um sistema utilizável:

  • 1 GB RAM
  • 1,5 GB de espaço de swap
  • 400 MB de diretõrio TEMP (diretório especificado pela variável de ambiente TEMP – no prompt de comando do windows (antigo DOS), verifique com o comando echo %TEMP%, e no linux, no shell digite o comando free, e df -h para mostrar o espaco de disco disponível e o sysctl pode ajudar a mostrar algumas configurações do kernel requeridas pelo Oracle)
  • 1,5 GB a 3,4 GB para o Oracle Home (para NTFS em torno de 2,5 GB e para EXT3 em torno de 3,5 GB)
  • 1,5 GB para o banco de dados de exemplo
  • 2,4 GB para área de recuperação flash (área opcional)
  • CPU de 1 GHz

Alguns fatores são necessários serem verificados antes da instalação do Oracle Database:

  • Pacotes requeridos e parametros do kernel
  • Versão correta e o nível do patch
  • SO fornecedo de 32 ou 64 bits

 

Optimal Flexible Architecture (pág. 125 do livro)

OFA é uma estrutura de arquivos criados pela Oracle para ajudar a manter a estrutura de diretórios e organizações dos produtos instalados no Servidor. São necessários as variáveis de ambiente:

ORACLE_BASE: é um diretório no servidor, abaixo do qual todos os softwares Oracle devem ser instalados (inclusive versões diferentes do produto)

ORACLE_HOME: para cada produto, terá seu ORACLE_HOME,  abaixo do ORACLE_BASE: deve ser um diretório denominado de acordo com o template definido pelo OFA

Tipicamente no Linux, temos definidos para o ORACLE_BASE e o ORACLE_HOME:

/u01/app/oracle
/u01/app/oracle/product/11.1.0/db_1

No Windows, temos:

D:\oracle\app
D:\oracle\app\product\11.1.0\db_1

A localizacao do OFA para o próprio banco de dados  é ORACLE_BASE/oradata/orcl (sendo orcl o nome do banco de dados):

/u01/app/oracle/oradata/orcl

No diretório do banco de dados, as cópias dos arquivos de controle (.ctl), arquivos de redo log online (.log) e arquivos de dados (.dbf) devem ser nomeados a seguir:

 


TIPO DE ARQUIVO          NOME                               VARIÁVEL                                EXEMPLO
Arquivos de controle     controlxx.ctl                     xx é um número único        control01.ctl,
control02.ctl
Arquivos de redo log     redoxx.log                          xx é o número do grupo     redo01.log
de arquivos de redo log       redo02.log
online
Arquivos de dados        tablespacenamexx.dbf     nome do tablespace do       system01.dbf,
arquivo de daos e um        system02.dbf
número

Observação: Não existe convenção para nomes de arquivos de redo log online multiplexados. A prática adotada por DBA’s é colocar uma letra no final para diferenciar membros de diferentes grupos como: redo01a.log, redo01b.log.

 

Variáveis de ambiente (pág. 126 do livro)

Comentando sobre os SO’s mais utilizados, o Windows possui o registro e o Linux possue a configuração em shell para configurar variáveis de ambiente. O Oracle utiliza várias variáveis de ambientes antes mesmo de executar o OUI (Oracle Universal Installer). No linux, é necessário configurar a variável de ambiente DISPLAY antes de executar o installer.

Variáveis de ambiente no Windows

O OUI cria a seguinte chave no registro do Windows, contendo alguns subníveis, como:

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\ORACLE

No nível ORACLE, a variável inst_loc define o local do inventário do OUI.
Na chave KEY_OraDb11g_home1, há diversas variáveis, das quais as duas mais significativas são a ORACLE_BASE e a ORACLE_HOME

Além do registro do Windows, há maneiras de configurar variáveis de ambiente por sessão, que são mais fáceis de serem recuperadas, através de comandos do prompt do DOS, como por exemplo:

D:\set ORACLE_BASE=d:\oracle\app
D:\set ORACLE_HOME=%ORACLE_BASE%\product\11.1.0\db_2
D:\set PATH=%ORACLE_HOME%\bin;%PATH%
D:\set ORACLE_SID=orcl

Para mostrar as variáveis de ambiente configuradas, o comando echo pode fazer essa tarefa:

D:\echo %ORACLE_HOME%

Variáveis de ambiente no Linux

No caso do Linux, todas as variáveis de ambiente são configuradas por sessão, através de arquivos. Um arquivo bem utilizado é /etc/profile, que é carregado a cada logon de usuário. No shell do Linux, temos os seguinte exemplos para configuração:

$ export ORACLE_BASE=/u01/app
$ export ORACLE_HOME=$ORACLE_BASE/db11g/product/11.1.0/db_1
$ export PATH=$ORACLE_HOME/bin:$PATH
$ export LD_LIBRARY_PATH=$ORALCE_HOME/lib:$LD_LIBRARY_PATH
$ export DISPLAY 10.0.0.12:0.0
$ export ORACLE_SID=orcl11g

$which sqlplus

O comando echo também mostra o conteúdo das variáveis configuradas:
$ echo $ORACLE_SID

 

Atualização dos Recursos Adicionais de uma máquina virtual do Virtual Box

Para se fazer a atualização dos recursos adicionais de uma máquina virtual que está no Virtual Box, é necessário deinstalar a versão antiga e fazer uma nova instalação dos recursos adicionais.

Sempre que instalamos uma máquina virtual box ou em qualquer outro tipo de sistema de virtualização (Hyper-V, VMWare, Citrix etc) , é bom que façamos a instalação desses recursos para melhor sincronização de recursos compartilhados da máquina hospedeira (host) e as máquinas virtualizadas.

Em nosso vídeo, segue um exemplo de atualização do recurso adicional, que já era uma versão antiga em relação ao virtual box instalado na máquina hospedeira (host).

Caso tenham dúvidas, deixe seu comentário.

Até a próxima video aula.

WikiDBA

by Virendra Yaduvanshi - Microsoft SQL Server Database Architect | Consultant | Blogger | Specialist | DBA | Speaker

Blog - Fabiano Neves Amorim

SELECT * FROM [Coisas Da Minha Cabeça] WHERE dbo.fn_TempoParaPost() < dbo.fn_TempoLivre()

ROMANO DBA

Administração de Bancos de Dados

Tércio Costa, Oracle Developer, OCE SQL

Guia de estudos para certificação ORACLE SQL Expert(1Z0-047) e PL/SQL(1Z0-144)

Strate SQL

Data Adventures with an Architect